domingo, 15 de maio de 2011


Eles ainda não se conhecem. Muito menos esperam se conhecer. O objetivo dela é terminar a faculdade e ter uma vidinha normal e o dele é curtir a vida adoidado, sem se preocupar com o amanhã. Mal sabem eles que duas vidas tão diferentes, dois caminhos tão destintos estão prestes a se cruzar. Uma balada, o lugar preferido dele e a última opção dela, que fora acompanhar algumas amigas. Bastou um empurrão no meio da multidão para que os dois se esbarrassem. Uma troca de olhares para que os dois se apaixonassem. O objetivo dele naquele dia era levar alguma mulher pra cama e o dela era correr daquela balada o mais rápido possível, pra nunca mais voltar. Objetivos não alcançados. Ele foi pra cama sozinho, pensando nela. E ela decidiu que voltaria mais vezes a mesma balada para reecontrá-lo. Uma ironia do destino. E começava ali a história dos ”opostos que se atraem”. Começava ali também, um linda e cômica história de amor, sem previsao de um fim.

(Nathália Pereira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário